quarta-feira, maio 25, 2011

Someday - Justin Bieber


Não demorou muito para que os responsáveis pela carreira de Justin Bieber percebessem o potencial da marca (sim, Justin Bieber é uma marca e nós que temos filhos pré-adolescentes sabemos bem o alcance deste potencial) no mercado de perfumaria. Era só questão de tempo para que aparecesse um perfume com o nome do cantor e isto aconteceu agora, com o lançamento da fragrância Someday (o nome vem de uma de suas populares canções), que estará nas lojas a partir do dia 20 de junho. O produto também tem uma função social, já que parte da renda obtida será revertida para caridade.
Segundo as informações divulgadas para promover o lançamento, Justin Bieber participou de todo o processo de desenvolvimento do produto, desde a essência até a embalagem. Segundo o próprio Bieber, a inspiração para o perfume veio da sua constatação de como o perfume de uma menina é importante para os rapazes. Veio da sua conexão com as fãs e o perfume é uma das maneiras de aproximá-las de seu mundo
Apesar de até considerar Bieber um artista com alguma personalidade, infelizmente, na minha opinião, a embalagem peca pela falta de originalidade. Em algum momento, lembra demais a embalagem do perfume Lola, de Marc Jacobs (veja no fim do post uma foto deste frasco e comente caso você concorde ou não com esta percepção) . Como já comentei em outros posts neste blog, parece-me que há uma falta de criatividade no mercado. O que mais se vê são cópias disfarçadas de "releituras" (algumas literais demais para o meu gosto).
O frasco é de vidro flint e não tem nenhuma decoração aparente. Seu formato também não apresenta nenhum aspecto inovador. A base é circular e o ombro tem formato de coração, que faz conjunto com um cache plástico, na cor rosa. Neste cache, está preso um pingente (ou charm, como é chamado em todo o material) em forma de coração e também uma chave.
A tampa, em tons que vão do rosa ao vermelho complementa o cache e é este conjunto que lembra (e muito) o Lola, do Marc Jacobs.
O cartucho, como pode ser visto na foto abaixo, é simples. Tem formato de cubo, muito maior do que o frasco do perfume, de forma a acomodar sua grande tampa e é impresso nas cores predominantes (tons rosas e azuis).


Um outro detalhe interessante é que este perfume segue também a recente moda de se lançar, junto com o produto, um aplicativo para smartphone, neste caso para o iPhone. Veja abaixo alguns screenshots:


 
  
 



Aqui, algumas peças para a mídia impressa:




Abaixo, veja o comercial para TV e também um breve making off de como o mesmo foi filmado. A direção do filme é de Tim Nudd.





Aqui, o frasco do perfume Lola, de Marc Jacobs:


Fontes:
Justin Bieber - Someday
Give Back Brands
AdWeek

domingo, maio 15, 2011

Lovestruck - Vera Wang


Parece que estamos vivendo uma certa entressafra no design de embalagens de vidro para perfumaria. Ao contrário de um passado recente, onde designers (renomados ou não) colocavam toda a sua energia criativa na magia da transformação deste líquido ultraviscoso incandescente, o que eu tenho visto com uma frequencia, é a utilização de frascos simples, quase, se não totalmente, “standards”. Todo o investimento artístico, intelectual e financeiro, parece direcionado agora para as tampas dos novos lançamentos de perfumaria. Isto revela uma clara inversão do movimento anterior, onde as empresas preferiam investir no design de frascos exclusivos e utilizando tampas de estoque, disponibilizadas pelas empresas de injeção de plásticos. 
Na minha opinião, este é o caso do recente lançamento de perfumaria da marca Vera Wang. Chamado de Lovestruck(*, o perfume é apresentado em um frasco retangular simples, de formato similar ao disponível no catálogo de muitas vidrarias mundo afora. Parece-me que utilizaram um frasco standard, porém com uma customização (recurso oferecido por algumas vidrarias, que dá a um frasco de estoque uma aparência exclusivado), por conta do bevel existente nos painéis frontal e traseiro. 

A decoração do frasco, igualmente simples, se resume a uma aplicação da marca e do nome da fragrância em silk-screen na cor lilás, cor esta, presente em vários trabalhos da estilista de origem oriental.
A grande surpresa fica por conta do trabalho realizado na tampa. Ela tem simplesmente o formato de um bouquet de delicadas flores de cor lilás (de novo!). Toda produzida em material plástico, resultado de processo de injeção e montagem delicadíssimo que junto com uma aplicação de tulle, formam um belo conjunto.
Em termos de design, podemos ver esta composição, de tampas elaboradas e frascos simples em outros produtos já lançados, como por exemplo as tampas dos perfumes Lola e Daisy, de Marc Jacobs e até um nacional, da recém lançada marca Eudora, o perfume Aflorá.

Toda a comunicação preparada para o perfume é inspirada em uma releitura moderna da clássica estória de Romeu e Julieta, em uma direta referência ao nome da fragrância, Lovestruck. A bela Leighton Messter, uma as atrizes da série Gossip Girl, estrela o material impresso, fotografado em Nova Iorque por Carter Smith.
Aqui, algumas imagens desta campanha:








Aqui, uma foto da atriz com Vera Wang, em evento de lançamento da fragrância:

(*)Segundo o Urban Dictionary, a definição da palavra Lovestruck seria “amor à primeira vista”, aquele exato segundo onde você encontra uma pessoa e imediatamente fica encantado/apaixonado!

Fontes:

domingo, maio 08, 2011

L'Air du Temps - Nina Ricci (PackbydayTV)

Estava relendo alguns posts antigos do blog, e achei este aqui, sobre a embalagem do perfume L'Air du Temps, de Nina Ricci. Esta embalagem, é, na minha opinião, um dos ícones da perfumaria. Representa bem o estilo de design de embalagem que era feito na época. Aliás, em 1948, quando foi lançada a primeira versão do perfume, podemos dizer que não existia o que chamamos hoje de design de embalagem. Este trabalho era feito geralmente por artesãos habilidosos, na sua maioria que lidavam com vidro e cristal, como por exemplo os trabalhadores da Maison Lalique. O post, feito em 2007, (se você quiser, pode re(ler) ele depois do jump) traz algumas informações interessantes sobre esta embalagem. Uma delas é que o responsável pelo design do frasco é ninguém menos do que Marc Lalique, filho de René Lalique, que tornou esta marca em sinônimo de luxo em forma de cristal.
Como algumas imagens que linkei na época não estão mais disponíveis, resolvi atualizar post com novas informações e imagens, que mostram um pouco da evolução da embalagem, que mudou algumas vezes, sem nunca perder sua identidade.
O cartucho, simplesmente feito na cor amarela (na minha opinião, uma das cores mais difíceis de se trabalhar em impressão de embalagens) é retangular, e só utiliza na sua decoração Hot-stamping dourado brilhante e alto-relevo.


Aqui., você vê uma edição especialíssima, chamada de L´Air du Temps Noel, lançada em 2008, para comemorar o 60º aniversário da fragrãncia, com embalagem feita de cristal Lalique, pigmentado na cor preta. Uma raridade!
 


E aqui, algumas imagens de algumas versões do frasco do perfume, inclusive uma desenhada pelo badalado designer Phillp Starck. Você consegue adivinhar qual delas é esta?

 



E aqui, algumas peças feitas para mídia impressa:








Como a sessão PackbydayTV deste blog é essencialmente sobre vídeos, abaixo, você poderá ver alguns comerciais antigos, das décadas de 80 e 90, onde podemos perceber duas coisas:
1. A embalagem é a alma deste produto.
2. Apesar de tudo ter modernizado, a revoada de pombos, que aparece na tampa está presente em todos os vídeos, desde o primeiro:









Este vídeo aqui é o mais recente. O perfume mudou de nome (agora se chama somente L'Air) mas todos os valores da marca para o perfume (paz, pureza, liberdade e amor), continua presentes. Confira:



Fontes:
L'Air du temps (Packbyday, 22 de março de 2007)
Nina Ricci
Amazing Luxury Life
Beauty Snob
The Scented Salamander
Youtube

sábado, maio 07, 2011

Pure Custo - Custo Barcelona


Parece que o estilista catalão Custo Dalmau vai reinaugurar o uso de neoprene em embalagens. Suas duas novas fragrâncias, uma feminina e outra masculina, chamadas simplesmente de Pure Custo, fazem uso deste elastômero que já foi utilizado em embalagens em outras ocasiões, como por exemplo em uma das edições do perfume Le Male de como Jean Paul Gaultier. 
O nome, Pure Custo, segundo o próprio Custo Dalmau, vem da vontade de "retornar ao início, quando foi lançada a marca: a liberdade para se crar algo novo, distinho, que não existe no mercado" 
Com design do próprio estilista, o frasco é feito de vidro super flint, com fundo grosso, tem um formato bastante comum mas que se presta bem ao uso da "roupa" de neoprene, remetendo às vestes de surfistas e mergulhadores. Ainda no frasco, nos eu painel frontal, foi gravado no próprio molde em alto relevo, o nome da fragrância: Pure Custo.
A tampa, é composta por dois componentes: um inserto plástico, feito em material transparente, pigmentado em azul para a versão masculina e pink para a versão feminina. Uma capa de alumínio anodizado prata brilhante, toda trabalhada (no mesmo estillo da tampa J'Adore), completa esta peça, que deve ter sido de difícil realização, mas com resultado compensador.
Um pump comum, prata brilhante, completa o frasco.

O grande difrencial mesmo, fica por conta do design desta "roupa" de neoprene que envolve o frasco, desenhada exclusiva e especialmente pelo estilista para os produtos. Toda trabalhada, possui um zíper exclusivo de cor rosa na versão feminina (azul na masculina), com o nome da fragrância gravado em branco no seu puxador. A decoração desta vestimenta lembra bem a linha criativa do estilista, que abusa do uso de uma de suas referências preferidas: o pavão.
Os cartuchos, como você pode conferir nas fotos abaixo, segue a tendência geral de ser tecnicamente simples, em formato retangular, mas abusa das cores!
Aliás, as cores fortes e vivas utilizadas também são marca característica do trabalho de Custo Barcelona e permeiam todas as peças para comunicação, desde os frascos, passando para os anúncios, vídeos e até para o site feito especialmente para este fim (links no fim do post).
Aqui, o material para mídia impressa:
 
 
E aqui o comercial para mídia eletrônica:



E aqui um um dos desfiles de Custo Balmau, onde pode-se perceber sua relação com estas cores:




Fontes:

terça-feira, maio 03, 2011

Elysée - O Boticário




Acho que já comentei aqui no blog que a segunda metade da década de 90 do século passado foi marcante para o mercado de perfumaria brasileira. É que em 1995 desembarcou no Brasil, vindo da França, um dos maiores designers de embalagens do mundo: Pierre Dinand.
Entre os vários mock-ups que Dinand trouxe estava este pequeno frasco que estampa aí a abertura deste post.
Trata-se da colônia Elysée, lançada pelo Boticário em 1997.

 
 
O frasco, obviamente desenhado pelo grande Pierre Dinand foi confeccionado em vidro, na França, pela Saint Gobain. Em forma de cone com base elípitica, ele possui nesta região um chanfro que foi todo trabalhado com relevos no molde Vide fotos abaixo:

 


Depois, recebeu uma foscação química muito fina, dando acabamento acetinado ao conjunto. A decoração foi feita em silk screen na cor branca, tanto na frente quanto na parte traseira. Atualmente, é muito raro um frasco decorado com textos legais diretamente no vidro (veja foto acima). Geralmente esta informação está no fundo ou somente no cartucho.


A tampa, já em 1997 foi feita no processo de bi-injeção juntando 2 materiais incomuns para o mercado de perfumaria, um deles um elastômero na cor rosa, que proporciona uma sensação muito agradável. O efeito colateral dos materiais escolhidos é que eles atraem poeira e com o tempo, ficam com a aparência aí da foto. Atualmente, a indústria de plásticos já desenvolvel aditivos anti-estática que praticamente eliminam esta característica. Tanto os moldes quanto a produção das peças foram feitas pela empresa francesa Teleplastic. Uma curiosidade, é que com o passar dos anos, esta empresa foi comprada pelo grupo Techpack, que foi comprada pela Alcan, cuja operação de embalagens para perfumaria foi comprada pela Albéia, atual nome da empresa no mercado.
Mais tarde, o Boticário descontinuou esta embalagem e passou o produto para a ânfora padrão da empresa. Hoje, este produto não está mais em linha.
 
Sobre o Ateliers Dinand.
Os primeiros trabalhos realisados pelo Ateliers Dinand, fundado em 1968 em Paris, por Pierre Dinand, foram os perfumes Madame de Rochas, Opium (YSL) e Magic Noire (Lancôme). Estes foram os primeiros de uma série que hoje contabiliza mais de 1000 criações de embalagens de cosméticos e perfumes.
Entre as mais diversas contribuições para a arte de desenhar embalagens para perfumaria, Dinand foi pioneiro na união de vidro com outros materiais e processos, como por exemplo o plástico galvanizado (Calandre – Paco Rabanne), a primeira utilização do Surlyn (Obsession – Calvin Klein) e o Nylon nas embalagens do perfume Opium (YSL).
Atualmente, o Ateliers Dinand é dirigido por Geraldine Mezières. Dinand há muito tempo não mais trabalha mais lá, cuidando de projetos pessoais muito especiais, como por exemplo o prêmio anual Pentawards.
 
Fontes :

Morsure d'Amour - Lolita Lempicka

Definitivamente não há uma marca como Lolita Lempicka. Em sua identidade de marca, a primeira coisa que encontramos é a sua relaçao com o onírico. Seja na comunicação quanto no design de embalagem. Basta ver os seus produtos, sejam eles masculinos ou femininos, sempre há "sonhos" e fantasias circulando.
O último lançamento da marca, chamado de Morsure d'Amour, mas uma vez traz em sua comunicação a imagem da fada, já famosa por ilustrar outros perfumes femininos da marca.
O design do frasco de vidro, em formato de uma maçã mordida (daí o nome Morsure), foi criado pela designer Sylvie de France e representa, segundo ela mesma, o "gosto do pecado". A maçã, com este sentido é praticamente um símbolo universal, representa também o poder de uma feminilidade assertiva. A mulher que se atreve a sair em busca da realização dos seus desejos. O detalhe fica por conta que a tal "mordida" tem um formato de coração. A decoração, em um tom roxo azulado leve, mantém os elementos decorativos que fizeram os perfumes da marca famosos, inclusive o lettering em alto relevo dourado.
A tampa é a mesma dos outros perfumes com formato de maça e é feita de metal fundido e tem cor predominantemente dourada fosca.
No blog feito para divulgar o perfume, você pode ver a própria designer falando sobre a criação do frasco. Imperdivel! Veja clicando aqui!
O cartucho tem formato de cubo e é bem simples. A decoração é feita somente com relevo e hot Stamping dourado brilhante sobre o papel cartão. Outra marca registrada da empresa!

Aqui, as peças para mídia impressa:
 




E aqui, o vídeo feito para TV:


Fontes: