quinta-feira, abril 28, 2016

Miu Miu - Miu Miu

Miuccia Prada
A marca Miu Miu foi criada em 1993 pela gigante Coty, para dar vazão à criatividade e expressão de Miuccia Prada, pseudônimo da designer de moda italiana nascida Maria Bianchi, que é a responsável pela marca Prada (ela é uma das netas de Mario Prada, e assumiu os negócios da família em 1978).
Em setembro de 2015, Miuccia lançou o primeiro perfume com a marca Miu Miu e foi responsável pelo design da embalagem com o objetivo ousado de incorporar neste perfume o espirito provocativo e atraente da marca, claro que contando com toda a experiência que a Prada já possui no universo das fragrâncias.

O design tanto do frasco quanto do cartucho bebem descaradamente do estilo luxuoso das bolsas de couro vendidas pela marca. Feito em vidro, pela vidraria francesa SGD, o frasco possui detalhes em baixo releco que remetem ao estilo de costura matelassê. Manter a qualidade destes detalhes durante a produção dos frascos deve ter sido um desafio à parte. O tom turquesa opaco e brilhante, quase como se fosse um esmalte é garantido pelo processo maduro e bem desenvolvido pela vidraria. A cor e o formato conferem ao frasco um estilo ao mesmo tempo retrô e hipster muito em voga atualmente, confirmando o desejo pelo víntage.
Detalhe de cache e pump

O cache plástico na cor branca, tem acabamento perfeito. Um heat transfer dourado brilhante, milimetricamente posicionado sobre a logo da marca em alto relevo contrastam com o turquesa do frasco e faz a ligação estética com a tampa.





Detalhe de personalização sendo oferecida em algumas lojas
detalhe da tampa e cache
Esta, feita em 2 peças com acabamentos e materiais distintos possui uma base metalizada dourada brilhante e um anel vermelho transparente. Em algumas lojas, esta área livre e vermelha está sendo oferecida como painel para personalização, com a aplicação de logos, iniciais, etc.
Não sei se isto foi pensado pela marca ou foi ideia dos próprios revendedores, mas gostei da ideia.
Cartucho

O cartucho, feito em papel cartão reproduz o mesmo design do frasco, nas cores turquesa, branco, dourado e vermelho (detalhe: estas cores funcionam como cores complementares) em tons vivos escolhidos para ficaram com acabamentos parecidos. Para isso, também abusa-se do uso de relevo seco e hot stamping.

Linha completa

Acompanham a linha um frasco de locão corporal e um pote para creme em acabamentos igualmente compatíveis com o design do perfume. Trabalho primoroso de desenvolvimento de embalagem.
Aqui, o material para mídia impressa:

Veja abaixo o comercial para a fragrância, com a atriz Stacy Martin, escolha da marca para sua campanha outono/inverno desde 2014, por conta de seu estilo jovem, sofisticado e gracioso. Quem discorda?


Aqui, o Making of:

Fontes:
Miuccia Prada
Miu Miu
Happi
Fragrantica

terça-feira, abril 26, 2016

Deeply Yours - Enrique Iglesias



Mais uma vez, depois de Adrenaline, seu primeiro perfume, o cantor Enrique Iglesias juntou-se à equipe de desenvolvimento de produtos da Coty e lançaram em Agosto de 2015 um duo de fragrâncias, chamado de Deeply Yours.
O frasco de vidro, produzido pela vidraria alemã Gerresheimer, tem formato cilíndrico super polido e recebe uma metalização (deposição de uma fina camada de alumínio pelo processo de vaporização) parcial prata brilliant para destacar os detalhes no frasco e o lettering Deeply Yours em alto relevo. A pump tem cache em alumínio prata brilhante e um atuador plástico na cor do perfume: damasco para a versão feminina e um azul acinzentado para a versão masculina.
A tampa é simples, em alumínio prata brilhante e traz um detalhe parecido com o do frasco, porém com o nome do cantor, Enrique Iglesias em caixa alta e baixo relevo.
O cartucho é simples e reproduz as cores do frasco, com bastante hot stamping e relevo seco.


Aqui a reprodução do anúncio para campanha impressa:




Abaixo, veja o making of do comercial para TV da fragrância:


Fontes:
Fragrantica
Enrique Iglesias Blog

segunda-feira, abril 25, 2016

Truly Madly Deeply - Stephen Burlingham




Devo confessar que não conhecia Stephen Burlingham (sim, este cara aí da foto a esquerda). Nas minhas pesquisas a procura de referências para o blog, uma menção a um perfume de 2007 cujo frasco autografado custaria $800 me chamou a atenção.
Charles Tiffany (o tataravô do nosso herói)
Mergulhando um pouco mais na pesquisa, descubro que Burlinghan nasceu em Manhattan, é artista plástico, já trabalhou nos EUA, na Europa e no Oriente Médio. Mas o mais curioso é que o tal Stephen é nada menos do que tataraneto de um tal Charles Lewis Tiffany, que em 1837 abriu e deu seu sobrenome a uma pequena joalheria no número 239 da Broadway, em Nova York. Bom, o tempo passou, a pequena loja tornou-se sinônimo de estilo e luxúria e Burlingham, por razões de propriedade industrial não pode utilizar o sobrenome famoso! Ufa!
Mas é claro que, como artista plástico Stephen não deixaria de se enveredar pelo mundo das fragrâncias. Em 2007 ele lançou Truly, uma edição limitada de 15 ml a qual chamou de obra de arte que pode ser refiladas como se fossem cartuchos para impressoras (de muito luxo, é claro!)




Cada frasco foi feito à mão por artesãos franceses num processo lento e caro seguindo o design de Stephen, utilizando vidro pigmentado em um tom verde marcante. Cada frasco é cortado e polido indivualmente como se fosse uma esmeralda.



Os cartuchos também são feitos à mão (vide imagem ao lado do processo de tingimento manual) com papel italiano certificado de altíssima qualidade, tingidos na cor verde (na massa do papel).
A tampa é feita em prata e é posicionada sobre uma pump preta, de rosca para facilitar a refilagem e cada unidade acompanha um case feito com pele de crocodilo(?) de origem sul-africana. A versão em questão, que custa $800 é assinada e numerada pelo Sr. Burlingham e para produzir 15000 peças foram necessários 3 longos meses. 
A versão regular, que pode ser vista na imagem abaixo, possui uma tampa do tipo "stopper", de vidro com um acabamento em metal no topo, custa módicos $175.
Curiosamente o nome Truly Madly Deeply®, veio a ser também o nome de um famoso hit da banda Savage Garden, que aqui no Brasil ficou famosa na versão do grupo KLB!!! Quem diria hein Sr. Tataraneto da Tiffany?

Abaixo, a embalagem de Truly Madly Deeply:




Aqui, uma matéria sobre o perfume, feita pela rede americana CNBC em 2007:


Clipe da Banda Savage Garden:




 Fontes:
Charles Tiffany
Wall Street Journal
Stephen Burlingham

domingo, abril 24, 2016

Nautica Oceans



Este produto é de 2009, mas teria tudo para ser lançado este ano, por conta da onda "verde", ecológica e politicamente correta que assola o mundo dos produtos de consumo e por consequência o desenvolvimento de embalagens, o perfume Nautica Oceans traz uma nova proposta neste campo.
A começar pelo produto em si, que segundo a empresa é biodegradável e com fórmula patenteada à base d'água (não contém álcool, como as colônias infantis).
A embalagem, por sua vez, é de uma beleza singular: o frasco de vidro é muito bem feito e tem um belo detalhe em forma de "X", resultado de um baixo relevo na parte traseira.
O ombro e a tampa são de plástico metalizado e o cartucho é feito com 30% de papel reciclado pós-consumo, em uma fábrica que usa energia éolica e certificação carbono neutro. No cartucho há também uma janela em forma de círculo, margeada com um hot-stamping perfeito!


Curiosidade: Por se tratar de uma fragrância sem álcool, a empresa optou por uma pump especial, em que o produto não entra em contato com as partes metálicas da mesma. Pelo mesmo motivo, eles incluiram na aba do cartucho, uma instrução especial para que a pump seja acionada a uma distância mínima da pele, para melhores resultados.
Infelizmente, parece que o produto foi descontinuado, mas continuo pensando que ele poderia ser lançado hoje sem nenhuma modificação.

Abaixo, o anúncio para revista, com foto do ator Luke Flynn (neto de Errol Flyn) assinada pelo fotógrafo Mikael Jansson:




Fontes:
Nautica Oceans

sábado, abril 23, 2016

Mixa Desodorante Aerosol

Desde que foi criado, há mais de 80 anos (vide história dos aerossóis nos links do final do post), o conceito utilizado nas embalagens para aerossol continua basicamente o mesmo. Mesmo com a evolução tecnológica dos materiais e dos processos de produção, não é comum vermos coisas diferentes neste campo. Mesmo a Unilever, que domina o mercado de desodorantes, não costuma inovar quando o assunto é a embalagem.
Porém, um movimento interessante neste mercado foi o que a Mixa fez agora em 2016. A Mixa é uma empresa do grupo L'Oreal que atua no segmento de desodorantes antiperspirantes, onde embalagens aerossóis são o padrão do mercado.
A Mixa observou que os jatos das válvulas aerossóis eram muito fortes e que isto poderia ser um ofensor para peles sensíveis. Produtos para este tipo de pele já existem, mas nenhum utilizava, como a Mixa fez em 2016, a embalagem como elemento potencializador do produto e do conceito.



Em um trabalho conjunto com a Lindal, uma das empresas especializadas na tecnologia de válvulas para aerosol do mercado, a Mixa encarou o desafio de se fazer algo diferente nestas embalagens.
Após 5 anos de desenvolvimento e inspirados pelo design dos ventiladores Dyson (vide imagem), a marca criou não só uma nova fórmula, mas também um atuador totalmente novo para desodorantes aerossóis.
Atuadores Mixa

Ventiladores Dyson inspiraram o design do novo atuador Mixa

A ideia consiste simplesmente em substituir a única saída dos atuadores anormais das embalagens aerossóis por 10 furos, diminuindo efetivamente a força e o jato do produto, causando muito menos irritação e choque térmico na pele. Genial!!!!!
Teste comparativo entre os jatos dos atuadores comuns e a proposta da Mixa.

Com esta abordagem, a Mixa consegue dispensar o produto como uma bruma leve, permitindo que o produto seja utilizado muito mais perto da pele (10 cm contra os 30cm indicados para os aerossóis convencionais), aumentando a área de contato com o produto, influenciando na eficácia do mesmo, já que muito mais ativos da fórmula fica em contato com a pele.
Para o lançamento do produto, a empresa convidou 3 blogueiras para testar o produto e visitar os laboratórios de desenvolvimento. Veja o vídeo explicando como o atuador funciona e como a abordagem escolhida é superior aos produtos atualmente no mercado. Seria este o futuro?

Espero que a L’Oreal estenda a inovação para suas outras marcas.ependendo de como for a
Para saber mais sobre aerossóis, consulte os links abaixo
Fontes:
Lsa-Consol
Aerosol.org
National Aerosol
Dyson

quinta-feira, abril 21, 2016

Kenzo Totem

Diz a lenda que Kenzo Takada, sem dinheiro e no início de sua carreira como estilista, percorria os mercados de pulgas procurando tecidos (e retalhos) para suprir sua necessidade de criação. Alguns dizem que a reconhecida estética colorida e contrastante de sua marca teve seu estilo forjado neste período que até hoje inspira as criações da Maison Kenzo!
A diversidade de cores e texturas com as quais Kenzo teve contato, pode ser vista em sua mais recente criação, a linha de fragrâncias unissex Totem, composta de 3 versões: Blue, Orange e Yellow.

Desenho do estúdio Nendo, que resume a inspiração para o design

O design da embalagem foi criado pelo estúdio Nendo, do Japão, sob liderança do designer Oki Sato e a inspiração é atribuida a atual geração, que já nasceu sob a influência de um mundo globalizado. Como explicado pelo próprio Oki, as formas "vieram dos antigos totens das tribos nativas norte-americanas, uma estrutura monolítica simples que representa a identidade e a união daqueles povos".

O frasco cilíndrico, produzido pela SGD em vidro color feeder azul super escuro, possui formas retas e simples que são “extremamente significativas pois capturam e mesclam o instinto primal com o transnacional, marcas que definem a essência desta geração”. A decoração é feita em silk screen Azul, amarelo e laranja contrastantes com a cor do frasco, de acordo com cada variação da fragrância. Um detalhe interessante é que em cada uma destas versões, foi aplicado na porção inferior do frasco um elástico na mesma cor da fragrância. Algo simples, mas de extrema complexidade técnica de se aplicar em um produto de alto volume de produção. O tom escolhido para o frasco, por ser um azul super escuro oferece algumas surpresas quando colocado sob diferentes luzes, às vezes como se fosse preto outras como se fosse 2 cores.

A tampa, em material plástico transparente, tem a mesma cor translúcida azul escuro do frasco e um baixo relevo no topo, destacando a marca Kenzo, enquanto sutilmente permite ver e proteger uma pump e cache comuns, feitos em alumínio prata brilhante. O cache, aliás utiliza como sistema de fixação da tampa um anel em alto relevo, recurso largamente utilizado (quase que padrão) na perfumaria mundial.
O cartucho confirma e repete o mesmo estilo simples, tribal e global explicado por Nendo, mas não menos marcante. Produzido com somente 2 cores, Preto e azul (ou amarelo ou laranja, de acordo com a versão.
Abaixo, as imagens para a campanha impressa:

Aqui, o filme para TV e internet:



Fontes:
Fragrantica
Kenzo
Wallpaper
Designboom
Studio Nendo
undefined

sábado, abril 16, 2016

Moschino Fresh Couture

Em outubro de 2013, Jeremy Scott, deixava a conhecida marca esportiva Adidas para assumir a direção criativa da não menos famosa Maison Moschino. A visão contemporãnea, pop e urbana de Scott, pode ser vista já na sua primeira iniciativa no mundo das fragrâncias Moschino, como lançamento do perfume unissex Toy, cuja embalagem mimetiza um urso de pelúcia.

Perfume Moschino Toy
Já neste produto, Jeremy Scott deixa evidente a sua inspiração naqueles objetos do dia-a-dia das pessoas, que de tão comuns já não despertam mais a atenção.
Em outubro de 2015, exatamente 2 anos após a entrada de Scott na Moschino, ele nos brinda com sua mais nova criação, chamada de Moschino Fresh Couture.
Mais uma vez, ele se inspira em um objeto mundano, que não tem absolutamente nada de aspiracional para conter um produto que faz referências à luxúria e à alta costura. O objeto mundano em questão aqui é um inexpressivo frascos de limpeza doméstica, encontrado em praticamente qualquer casa moderna.
O design da embalagem, escancara a dicotomia corrente na sociedade: alto x baixo consumo, premium x básico, gourmetização em excesso. Talvez a motivação para o design seja somente a ironia que cerca o glamuroso mundo da moda x o popular pret-a-porter.
O frasco de vidro é exatamente o formato de uma conhecida marca de detergente (sinceramente não sei como não choveram processos de propriedade industrial relacionadas ao formato), decorado com um rótulo adesivo frente e verso com todos os códigos do mercado de limpeza doméstica.



Como pode ser visto na imagem ao lado, o design da embalagem se apropria de todos os signos da categoria de domisanitários, inclusive utilizando um cache feito em material plástico na cor azul, com tom exato da categoria e de aspecto que poderia até ser considerado grosseiro exatamente para dar ainda mais impressão de que é um produto de limpeza. A forma de prender a tampa no cache torna um pouco difícil a remoção da mesma, revelando alguns problemas de usabilidade (seria proposital?).



Já a tampa, vide imagem abaixo à esquerda, é somente uma simples tampa que imita perfeitamente os triggeres (existe esta palavra?) ou gatilhos (imagem a direita) utilizado nos produtos de limpeza de cada ou jardim e, na minha opinião mais um prato cheio para os advogados propriedade industrial. Aqui no Brasil, este gatilho é vendido principalmente pela empresa WestRock. Pelo design, imagina-se que o uso do perfume seja igual o do produto de limpezam, mas por fim se revela de forma decepcionante apenas uma proteção para uma pump comum.
 

Estaria aí mais uma ironia dicotômica da natureza artificial da alta moda x produtos “look-a-like” relacionados plantada propositalmente pelo designer?
O cartucho é feito em papel rígido revestido (aqui no Brasil conhecido como papel de pasta mecânica, papel de sapateiro ou simplemente papel paraná. Este material rígido é largamente utilizado na perfumaria fica, por conta da rigidez e da premiunização conferida pelo revestimento e alta qualidade dos acabamentos gráficos:


Linda Evangelista, modelo conhecida do mundo da moda, que aliás continua linda é o rosto da marca para esta fragrância e toda a campanha remete ao ritual de limpeza, numa clara alusão cross-category.
Abaixo o filme para TV e as imagens para mídia impressa:





Para finalizar, eu gostaria muito de saber o desempenho deste produto no mercado, afinal ele mistura os 2 universos distintos da beleza e limpeza, mas que têm muito em comum. 
Deixe seu comentário. Gostaria muito de saber a sua opinião!

Fontes: The Blog Next Door
Moschino
Thashédia