domingo, janeiro 17, 2010

Untitled - Martin Margiela



Atualmente, Maison que se preza sempre tem sua própria fragrância. Para confirmar esta máxima, desta vez é a Maison Martin Margiela, que após mais de 20 anos de sua fundação, está lançando o primeiro perfume que leva a sua marca.
E resolveram montar um time de primeira para criar uma fragrância unissex, começando pela perfumista Daniela Andrier, que já trabalhou para outras marcas, como por exemplo Gucci e Prada. Para o frasco, convocaram nada mais nada menos que Fabien Baron, que acredito seja o recordista de citações deste blog, já que várias de suas criações passeiam por aqui.
Com o nome Untitled, o perfume estará disponível para venda a partir de 25 de Janeiro, exclusivamente na badalada loja francesa Colette, templo de tudo o que é considerado atualmente "cool" e "trendy".
O frasco foi inspirado em antigos vidros do século 19. A idéia é indicar que o perfume é para ser utilizado por todas as pessoas, não importa a idade.
Em vidro flint super polido, seu formato lembra os chamados "frascos de reagentes", aqueles com tampas também de vidro. De formato cilíndrico, todo o seu perímetro recebe uma decoração branca opaca, onde está gravado em fonte monoespaçada (Courier) o nome da fragrância e a marca da Maison.
A tampa é simples, de material transparente. No cache, encontra-se enrolado um fio de algodão - vide fotos abaixo - , que segura a tampa, como se este fosse amarrado, remetendo às criações mais conhecidas de Martin Margiela.



O cartucho é bem simples, com decoração sem nenhum requinte em somente um cor. Dentro dele, um saquinho de fio de algodão faz as vezes de envoltório.



Nos sites Stylebubble e Coute que Coute, pode-se ler uma cobertura completa do lançamento.

Fontes:
Martin Margiela
The Independent
StyleBubble
Coute que Coute

quinta-feira, janeiro 14, 2010

12 notáveis Inovações em embalagem

A revista Packaging Digest, publicou em seu site, um interessante artigo de Anton Steeman, editor do blog Best in Packaging.
No artigo, Anton lista 12 interessantes inovações de embalagem que apareceram em 2009.
São elas:
1. Embalagem de alumínio para água mineral
2. Etiquetas com Indicador de temperatura
3. Novo gargalo para bebidas carbonatadas
4. Embalagem triagular da Preshafood, com conteúdo sob pressão
5. S-Pouch, o sucessor do Doy Pack
6. Uso de eletroluminescência em embalagens
7. Nova tecnologia de embalagem para líquidos perigosos
8. Nova tampa dispensadora Active-cap
9. Decoração Dye Sublimarion para garrafas de champagne
10. Projeto Vidro Infinito, da SGD
11. Bag-Pack, embalagem sustentável da Daylesford
12. Novo frasco da Invitrogen para cultura de células!

O artigo completo, com informações detalhadas e vários links para cada inovação descrita, é na minha opinião, referência obrigatória para todos que trabalham ou pesquisam sobre embalagens pode ser lido no site da Packaging Digest.

Parabéns Anton!

terça-feira, janeiro 12, 2010

Hombre - Victorio & Lucchino



Mundo afora, sempre encontramos embalagens inusitadas. E não é de hoje que os espanhóis têm se mostrado em um caminho diferente do design mundial de embalagens.
O último produto espanhol que conheci foi o perfume Hombre, da marca Victorio & Lucchino.
A embalagem não é aquela coisa que podemos chamar de inovadora, mas é no mínimo diferente do que se vê por aí e foi inspirada em algo que foi esquecido ultimamente e pode ser chamado de antiquado: os antigos relógios de bolso.
O frasco é de vidro pigmentado azul - um tom muito bonito - em formato que lembra os tais relógios de bolso. Todo o seu perímetro é recartilhado, aludindo às marcações dos segundos.
Duas decorações, uma em cinza e outra em dourado dão um toque de sofisticação.
O formato da tampa nos convida a "dar corda" neste nosso relógio estilizado. Feita de plastico metalizado (uma coisa que nós brasileiros ainda não aprendemos direito como fazer) e pintado em um tom dourado fosco - como se fosse um ouro velho. No topo desta, presa em um anel de metal, uma fita azul complementa o produto.
O cartucho - vide foto abaixo -, apesar de ter formato clássico e simples, tem decoração no mesmo estilo da do frasco.


Abaixo, os anúncios para mídia impressa:




Aqui o comercial para Tv:



Fontes:
Punmiris
Youtube

segunda-feira, janeiro 11, 2010

Dance with Givenchy - Givenchy


A marca Givenchy está sempre se reinventando, mesmo quando não inventa nada de novo. Sua mais nova criação é o perfume Dance with Givenchy, que será lançado agora no início de 2010.
A embalagem é, por assim dizer, uma versão "para perfumaria", das embalagens da linha de maquiagem Prisme, com suas linhas retas e paredes facetadas. Na frente do frasco, em silk screen preto, o indefectível logo dos 4G´s.
A tampa, é super simples: um blogo de plástico transparente, que deixa ver a pump prata brilhante em seu interior.
O cartucho é todo preto, assim como a roupa da bailarina!
Para representar o novo perfume, a marca convidou a modelo Kelsey Van Mook, que caracterizada como bailarina moderna, representa a mulher de espírito livre, que se move como uma luz flutuante.
A foto é de Liz Collins.

Fontes:
Maxitendance.com
PopSop

domingo, janeiro 10, 2010

Chanel n° 5 Eau Premiere - Chanel



Na mesma linha de embalagem do Perfume La Voce, do post de ontem, está a da edição especial e limidada do Chanel n° 5 Eau Premiere. O frasco e a tampa são simples e têm o desenho clássicos dos perfumes da marca.
Já o cartucho é de cair o queixo. Ao contrário do que disse do perfume La Voce, aqui o acabamento é primoroso. Também em formato fde armário, este quando aberto revela-se literalmente uma passarela, com escada e cadeira para os convidados, contando inclusive com a presença ilustre de ninguém menos do que Coco Chanel.
Em material rígido, seu interior é todo espelhado com detalhes em dourado e preto.

Veja as imagens da embalagem e os anúncios para revista:








Abaixo, um vídeo mostrando a embalagem sendo aberta:


Fontes:
Fantastic Shadows
Conexão Paris

sábado, janeiro 09, 2010

La Voce by Renée Fleming - Coty



Por conta de um projeto que estou desenvolvendo, esta semana tive contato com uma embalagem muito interessante e resolvi postar algumas informações sobre ela.
O perfume, da gigante Coty, chama-se La Voce by Renée Fleming (A voz, por Renée Fleming)), é uma edição limitada inspirada no mundo da ópera e foi criado para homenagear a soprano principal da Ópera Metropolitan, que co-assina a fragrância.
O lançamento foi em 22 de setembro de 2008, data que coincidia com a abertura da noite de gala do Metropolitan e do 125° aniversário da temporada de Ópera. Na ocasião, Renée Fleming se apresentou em árias das óperas La Traviata, de Verdi, entre outras.
Um detalhe interessante é que uma parte das vendas do perfume também será revertida em benefício do Metropolitan (ou Met, como os amantes deste gênero artístico chama a famosa casa de espetáculos).
Segundo a própria Renée Fleming, a idéia por traz do perfume e da sua embalagem é "descobrir a harmonia que música e fragrância naturalmente têm, com suas notas individuais que nos levam deliciosamente a viajar".
Fleming, também complementa que é "maravilhoso quando uma empresa como a Coty ajuda uma instituição como o Metropolitan, combinando música e fragrância."

A embalagem é bem luxuosa, quase beirando o exagero, começando com o cartucho, feito de papel paraná, feito em formato que lembra antigos armários. Aliás, como pode ser visto na foto abaixo, há dois "puxadores" feitos de cristal lapidado! Ao lado do "puxador" direito, está gravado o nome da fragrância na cor lilás.



Quando se abre o "armário", temos contato pela primeira vez com o perfume. Este está acomodado sobre um berço forrado de cetim lilás na base e um contra-berço de vacuum forming na tampa.




Um compartimento na base do cartucho guarda uma peça, que em conjunto com o cache, compõe um grande broche - que descreverei mais abaixo - que pode ser utilizado por mulheres que apreciam este tipo de acessório.
O frasco é de vidro flint, com formato de sabonete, sem nenhuma decoração e conta com uma pump dourada brilhante. No topo do atuador, estão gravadas em baixo relevo as iniciais RF.

Sobre a pump está um o tal broche que comentei acima, um acessório ou um "sobre-cache" de metal com formato de estrela onde em cada ponta desta está cravado um cristal. São mais de 50 destes por toda a peça.

Retirando-o do cache, é possível uní-lo com um outro acessório que está escondido no compartimento de baixo do cartucho, um alfinete, e assim forma-se o broche completo. Um tanto "over", diga-se de passagem.

A tampa, é o grande ponto fraco do projeto todo. Não combina com o conjunto. Em material transparente, provavelmente um poliéster injetado em formato facetado muito óbvio, contém em sua base um anel metálico dourado brilhante.
O acabamento do produto, em geral, não é muito bom. Na minha opinião a Coty não primou com o cuidado na escolha dos materiais e principalmente na qualidade do acabamento. Pode-se ver falhas e excesso de cola por todas as peças, isto pelo menos no exemplar que tive acesso.
Abaixo, o anúncio para revista:


E aqui, um vídeo que mostra os bastidores da gravação do comercial para TV.

E para terminar, Renée Fleming, cantando uma ária de Verdi:


Fontes:
The Metropolitam Opera
Fragrantica

quinta-feira, janeiro 07, 2010

Shigenobu Twilight - Anicka Yi & Maggie Peng



A artista plástica Anicka Yi e a arquiteta Maggie Peng estão lançando o resultado de sua primeira incursão no mundo dos perfumes. Trata-se do perfume Shigenobu Twilight, inspirado na história de Fusako Shigenobu, fundadora e líder do extinto grupo chamado de Japanese Red Army. Shigenobu viveu secretamente no Japão, fugindo e se escondendo durante 30 anos até ser presa pela polícia Japonesa em 2001. Até então, acreditava-se que estava exilada no Líbano, organizando suas idéias políticas até retornar secretamente ao país.
Todo o perfume tem o cedro com o tema central, inclusive a embalagem que, aspectos ecológicos à parte, é muito bonita. Anicka Yi e Maggie Peng escolheram o cedro por esta árvore ser o símbolo nacional do Líbano, país em que Shigenobu, viveu durante algum tempo.
A idéia é simples e maravilhosamente executada. Elas pegaram um frasco cilíndrico simples, de 10ml, juntaram com uma pump de rosca não menos simples e cuodadosamente o acoplaram em uma "capa" de madeira - cedro, é claro - feita maravilhosamente à mão pelas criadoras do perfume. Junta-se uma tampa do mesmo material e voilá, tem-se algo novo e provocador!
Para fazer as "capas" e as tampas, as artistas utilizaram cortes geométricos de inspiração arquitetônica.
O produto completo custa US$ 160 e o refil US$ 80.

Minha opinião: Muito interessante e corajoso utilizar madeira - de verdade - em tempos de politicamente correto. Mais interessante ainda é como a perfumaria é solo fértil para se contar as mais diversas histórias!

Fontes:
Crédito das fotos: Noah Sheldon
Wikipedia
Spiritus-temporis.com
Ooga Booga Store
Core77.com