domingo, maio 01, 2011

Chanel nº 5. Quando a Embalagem fala por si!

Acredito que não exista uma embalagem que represente tanto um perfume quanto o frasco e a tampa do Chanel nº 5. É sem dúvida um ícone com suas linhas retas e secas. Elas somente bastam para se representar um frasco de perfume, num código quase tão universal quanto o proposto pela garrafa Contour, da Coca-Cola.
Já resenhei este clássico da perfumaria neste post aqui, ainda em 2006, lá no ínicio do blog e apesar de super simples, sempre há mais a dizer sobre esta embalagem.
Só para se ter uma idéia da força deste frasco, abaixo segue uma sequência de anúncios, desde 1937 até 2000 onde a estrela principal é exatamente a embalagem, que ao longo dos anos pouco mudou.

1937: Frasco como tema central do anúncio. Ao fundo, o cartucho igualmente simples. Interessante notar que se trata de uma ilustração e não uma foto:



1940: Apesar de mais discreta, a embalagem ainda é a alma do anúncio:


1943: Desenho super simples, sem ao menos respeitar as proporções. Ainda sim, não há como confundir o perfume.



1945: Frasco aparece sobre fundo degradée. Um padrão que seria retomado várias vezes depois:



1947: Frasco sobre fundo preto:


1967: Frasco reina sozinho, não foi preciso acrescentar nenhum texto. Nada mais é preciso dizer:


1973: O frasco novamente sobre fundo preto. O anúncio é na verdade para a versão Eau de Toilette. A embalagem e o texto reforçam o conceito de "diretamente derivado do perfume": 


1977: Anúncio de página dúpla apresenta as versões de Chanel nº 19 e nº5. Detalhe interessante de se notar é que esta é a primeira vez que o frasco aparece cheio. Talvez para enfatizar a diferença de cor entre os produtos. Antes, a embalagem por si só representava o conteúdo:

1978: O frasco ocupa totalmente o espaço da página. Líquido "some" novamente:


1979: Pela primeira vez, aparece uma figura feminina, porém dentro do frasco, representando que o perfume tem alma de mulher:


1986: Embalagem original avaliza as versões "de bolso", refiláveis do perfume:


1987: Frasco original serve de apoio e garantia para uma nova embalagem. Como o próprio anúncio diz, " Nasce um novo Chanel nº 5":




1988: Em contraponto ao anúncio de 79, a mulher sai, literalmente de dentro do frasco. Há aí, alguma mensagem subliminar sobre a libertação feminina. Será?:



1992: Variação do anúncio anterior. Frasco aparece cheio novamente:



Com o passar dos anos, como pode ser visto abaixo, a embalagem foi ficando menor nos anúncios, dando cada vez mais espaço para lindas mulheres. Mas ela continua lá, firme e forte. As mulheres passam. O design da embalagem não.







Aqui, o último anúncio para TV, estrelado por Audrey Tatou, que também representou Coco Chanel no filme que leva seu nome:


Recentemente, o Musée d´Orsay apresentou uma mostra especial sobre Coco e seu emblemático perfume, com preciosadades como alguns desenhos originais do frasco:


Aqui, a fachada do Musée d'Orsay, preparada especialmente para a exposição:



Aqui, um apanhado de post do Um dia, Uma embalagem que citaram o Chanel nº 5:

Fontes:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vamos lá! Dê o seu pitaco! Comente!