quinta-feira, outubro 11, 2007

Nina - Nina Ricci



Os astros conspiram, os sinais nos levam a, tudo leva a crer que... etc.
Quando várias empresas adotam, em um pequeno período de tempo, o mesmo "approuch", seja de marketing ou de design, geralmente os especialistas e estudiosos dão a este fenômeno o nome de tendência.
Parece-me que há uma tendencia vigorando no mundo do design (mas que não é nova, e sim no mínimo requentada) em se buscar no passado das próprias empresas algumas referências e/ou "receitas de bolo" que funcionaram bem e dar-lhe uma roupagem nova.
Os exemplos são muitos, vide o perfume Hypnose da Lancome, o Midnight Fantasia da Britnei Spears e mais recentemente o novo (ou, seguindo raciocinio anteriormente exposto, não tão novo assim) perfume Nina, de Nina Ricci.

O frasco deste novo lançamento é uma reinterpretação de um outro frasco clássico, que foi desenhado pelo mestre Lalique e utilizado pela própria Nina no perfume Fille d’Eve (vide foto ao lado), lançado em 1952.

O frasco em questão, possui formato de maçã (outro tema recorrente em designs de frascos de perfume) com detalhes super elaborados no topo, tornando a réplica ainda mais interessante. Pintado em vermelho e rosa, foi outro desafio para a trasicional vidraria Pochet. Devido ao processo de decoração escolhido, cada frasco é único. A tampa deve ter sito super difícil de fazer, pois imagino que as tolerências devem ser sido muito apertadas para os padrões utilizados na indústria do vidro.

Nas palavras de Margerie Barbar Petit, Diretora da divisão de fragrâncias da marca: - "escolhemos esta embalagem, pois ela tem não só uma ligação forte com a marca, mas também um apelo moderno que atrai novos e jovens consumidores".

Participaram também do desenvolvimento as empresas Qualipac (tampa) e Calmar Meadwestvaco (pump).

Abaixo, o comercial para Tv:

fonte: nina-parfum.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vamos lá! Dê o seu pitaco! Comente!