sexta-feira, maio 11, 2007

Carpe Diem - O Boticário


O perfume Carpe Diem, do Boticário foi lançado em 2000. Neste mesmo ano, ganhou o Oscars de L´Emballage, prêmio conferido pelo IFEC - Instituto francês de Embalagem - para os melhores designs de embalagens.
Criado pelo designer francês Thierry Lecoule que também criou para O Boticário os frascos dos perfumes Floratta, One of Us e Ops! e para a Natura o frasco do perfume Essencial.
A inspiração para a embalagem veio do som (clack!) feito pelo comprimento dos jovens. Carpe Diem vem do latim "Aproveite o dia". Com este espírito, o frasco, produzido pela Saint Gobain, tem uma tampa em alumínio que é atraída pelo frasco que quando estes se encontram surge o som do "clack!". Este efeito é obtido pela utilização de ímas cuidadosamente no interior das tampas (produzidas pela Pivaudran, França). O ajuste das polaridades dos ímas criam movimentos interessantes.
Com linhas retas para a versão masculina e sinuosas para a versão feminina da fragrância, ambos os frasco possuem ranhuras em um dos lados, representando as diferenças e a transparência que deve existir nas relações.
Na época do lançamento, o comercial para TV da fragrância trazia jovens brincando com os efeitos produzidos pelos ímas nas tampas, em uma amostra única de como as embalagens podem ter um efeito lúdico, muito além do produto em si.
Uma curiosidade sobre este produto é que houve uma solicitação de um mecânico que queria restaurar um componente do motor de um automóvel Mustang e para isto ele queria comprar vários perfumes para retirar os ímas das embalagens. Segundo este mecânico, após ter testado vários ímas, os do Carpe Diem eram os únicos que tinham a força e o tamanho ideais para o serviço.
Infelizmente, o perfume atualmente em produção já não conta mais com os ímas.

Mais informações em www.boticario.com.br

2 comentários:

  1. Oiii. Muito interessante. O mais incrível é a história do mecânico que acabou no mínimo perfumado.Beijocas. Elisabeth

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pela visita Elisabeth.
    São histórias como esta que tornam o mundo da perfumaria fascinante.

    Abraço

    Rogério

    ResponderExcluir

Vamos lá! Dê o seu pitaco! Comente!